0

..Jesus é Luz!!!

Postado por Maria Inez às 14:50 0 comentários
"Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida."João 8:12
Jesus é luz,

brilhante luz do céu.

Jesus é paz,

inquieta e doce paz de Deus.

Jesus é Deus.

Quem vê a vida iluminado pela luz que é Jesus,

não anda em trevas,

tropeça menos,

também se torna luz.

Por isso eu pus a minha luz

na luz imensa de Jesus.

Por isso eu pus a minha paz

na paz imensa de Jesus,

e depois disso eu já não temerei,

não temerei a escuridão.

Jesus é minha luz!
0

...Iluminar...

Postado por Maria Inez às 19:26 0 comentários
"Em outros tempos as cidades precisavam dos acendedores de lampiões. Eram eles que acendiam as pequenas chamas que iluminavam as ruas e vielas dos lugarejos.
Penso minha opção de vida a partir deles. É assim que me interpreto. Tudo o que faz parte do meu contexto sacerdotal não tem outro objetivo senão acender luzes. Todos os desdobramentos de meus atributos humanos eu os coloco na vivência feliz de esparramar luzes pelos caminhos por onde ando.
Por vezes consigo, por vezes não. Mas não desisto. Tenho gravado na alma as marcas da Luz Suprema. É na direção dela que ouso colocar o meu rumo. Sou filho da esperança que brotou do Sepulcro Vazio, lugar onde a vida prevaleceu sobre a morte e a luz triunfou sobre as sombras. Sou filho deste novo tempo. Trago na alma os estigmas da Luz que Cristo acendeu na história. É dele que recebo o ofício que considero semelhante aos acendedores de lampiões.
É minha alegria esparramar a luz recebida. Tenho consciência que a ação de Deus no mundo passa o tempo todo pelas escolhas humanas. A humanidade é o lugar teológico, espaço privilegiado da ação divina. Deus é a luz. Nós somos seus lampiões. Mas somos também seus acendedores. Uma vez iluminados precisamos acender aqueles que permanecem apagados, porque desconhecem a fonte que tudo clareia. Este é o movimento que pode transformar o mundo. Movimento de acender luzes, iluminar. Porque onde esta luz estiver acesa lá estará a verdade, a justiça, a fraternidade, o respeito e a paz. Queira a luz. Nas pequenas coisas, prefira a luz. Penetre nas arestas do mundo, polvilhe com grãos de claridade os subterrâneos tão envolvidos pela sombra e pelo abandono. A mística que a humanidade precisa passa o tempo todo pela metáfora da luz. Iluminados e iluminantes. Queiramos. Iluminuras, sinais luminosos, arandelas pelas ruas do mundo. Sejamos. 

Com meu carinho e bênção,

Padre Fábio de Melo."
0

"O Evangelho precisa nos transformar "

Postado por Maria Inez às 23:54 0 comentários
"A palavra profética tem o poder de acordar os surdos."
É tão fácil a gente cair na religião do mito. O tempo todo Jesus já nos alertava sobre o risco aos ídolos, pois a idolatria é um dos principais problemas religiosos no mundo. Esse é um risco que todos nós corremos, quando a nossa admiração por alguém ou por uma pessoa se torna essencial, colocada acima, em termos de importância, d'Aquele a quem anunciamos. Decepcione-se comigo, mas que a sua decepção comigo não seja uma decepção com Aquele a quem eu anuncio.
 Temos de viver uma religião que seja capaz de mexer com as estruturas da nossa consciência a ponto de nos fazer acordar para tudo aquilo para o qual nós dormíamos e não sabíamos que existia dentro de nós. Já estávamos inconscientes e acostumados com o nosso jeito ciumento de amar, com nosso jeito ciumento de possuir as pessoas, achando que isso era amor. Muitos de nós já éramos desonestos nas pequenas coisas e já estávamos acostumados com isso também. Até que um dia uma palavra profética varou as estruturas da nossa vida e nos incomodou.

Uma palavra profética tem o poder de acordar os surdos e aqueles que estão dormindo e que já não escutam mais nada, num sono letárgico ou até mesmo num cumprimento de rituais inférteis, que já não servem de nada para a nossa salvação.
É a continuidade da Santa Missa que nos salva, é a história que fica diferente em cada comunhão comungada, em cada mesa partilhada, em cada confissão realizada, é o que se segue a partir daí que nos salva. O sacramento não é a mágica de um momento, mas é a continuidade da vida que vai sendo incorporada, porque o sacramento aconteceu em nós.
É disso que Jesus fala: “Não venha me dizer o que você fazia antes, não me importa o que você fazia. Importa-me o que você era. O que faz diferença para mim é o quanto a minha Palavra conseguiu transformar o seu coração a ponto de transformá-lo numa pessoa melhor”. De você olhar para trás e dizer: “Antes eu era assim, e pela força da Eucaristia, do Evangelho, do terço, eu mudei” – todas as manifestações religiosas que você pode ter e viver. Você percebe que a sua vida não é mais a mesma, porque você mudou o seu jeito de pensar, modificou o seu jeito de ser.
Humanidade é isto: é trazer a luz do Ressuscitado para nós e ver que há muito para ser limpo em nosso interior. O anúncio do Evangelho é para aprendermos que não temos de ficar com as nossas poeiras e impurezas. A religião que Jesus quer de nós é esta: que fixemos os olhos no céu, que busquemos o céu. Religião que só nos mostra a cruz é uma religião infértil, porque eu não sou filho do Calvário; eu sou filho do Ressuscitado! E quem eu anuncio sempre é o Ressuscitado.
Você não pode ficar parado no "calvário da sua vida"; todos nós passamos todos os dias por ele. Você acha que a gente vai ser santo sem sacrifício? A semente passa por todo um processo de crescimento, mas ela sabe que se não deixar de ser o que é, não atingirá seu objetivo.
A dor é o preparo. A sua dor não pode ser em vão. O que você faz com o seu sofrimento? Faz um quadro? Faz música? A genialidade está em transformar a lata velha em ouro. Ou a dor me destrói ou eu a transformo em processo de ressurreição.
Nossa vida é um desafio diário e não há tréguas. É um "lapidar" constante, tirando tudo o que é excesso em nós. Se eu não tivesse sofrido do jeito que sofri, se eu não tivesse amado do jeito que amei, eu não teria nada para contar a vocês.
Não sinta vergonha de nada que você sofreu, porque depois que passou por aquele momento, você sabe o que você sofreu para chegar aonde chegou.

Padre Fábio de Melo


0

O Nascer Para o Além...

Postado por Maria Inez às 22:29 0 comentários

Há quem morra todos os dias. Morre no orgulho, na ignorância, na fraqueza. Morre um  dia, mas nasce outro. Morre a semente, mas nasce a flor. Morre o homem para o mundo, mas nasce para Deus. Assim, em toda morte, deve haver uma nova vida. Esta é a esperança do ser humano que crê em  Deus.
Triste é ver gente morrendo por antecipação... De desgosto, de tristeza, de solidão. Pessoas fumando, bebendo, acabando com a vida. Essa gente empurrando a vida. Gritando, perdendo-se.Gente que vai morrendo um pouco, a cada dia que passa. E a lembrança de nossos mortos, despertando, em nós, o   
desejo de abraçá-los outra vez. Essa vontade de rasgar o infinito para descobri-los. De retroceder no tempo e segurar a vida. Ausência: - porque não há formas para se tocar. Presença: - porque se pode sentir.Essa lágrima cristalizada, distante e intocável. Essa saudade  machucando o coração. Esse infinito rolando sobre a nossa pequenez. Esse céu azul e misterioso. Ah! Aqueles que já partiram! Aqueles que viveram entre nós. Que encheram de sorrisos e de paz a nossa vida. Foram para o além deixando este vazio inconsolável. Que a gente, às vezes, disfarça para esquecer. Deles guardamos até os mais simples gestos. Sentimos, quando
mergulhados em oração, o ruído de seus passos e o som de suas vozes. A lembrança dos dias alegres. Daquela mão nos amparando. Daquela lágrima que vimos correr. Da vontade de ficar quando era hora de partir. Essa vontade de rever novamente aquele rosto. Esse arrependimento de não ter dado maiores alegrias.
 Essa prece que diz tudo. Esse soluço que morre na garganta... E... Há tanta gente morrendo a cada dia, sem partir. Esta saudade do tamanho do infinito caindo sobre nós. Estas lembranças dos que já foram para a eternidade. Meu Deus! Que ausência tão cheia de presença! Que morte tão cheia de esperança e de vida!


Texto: Padre Juca
0

...Semear hoje...colher amanhâ...

Postado por Maria Inez às 23:59 0 comentários
"A vida é fruto da decisão de cada momento. Talvez seja por isso, que a idéia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver."
Sementes de ontem, frutos de hoje, Sementes de hoje, frutos de amanhã!

Por isso, não perca de vista o que você anda escolhendo para deixar cair na sua terra. Cuidado com os semeadores que não lhe amam. Eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas.

Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores...

Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa.

Cuidado com os amores passageiros... eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam...

Cuidado com os invasores do seu corpo... eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem...

Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar... eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena...

Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí... elas costumam estragar o nosso referencial da verdade...

Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos... elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo.
 
Padre Fábio de Melo
 

...SIMPLESMENTE MARIA... Designer by Sumello Layout da sumello